Tag Archives: jogos de tabuleiro

Numa toca no chão…

2 jan

Se você sempre teve o desejo secreto de dar uma esticadinha até a Montanha Solitária para dar uma espiada na toca que o dragão Smaug fez no velho Reino dos Anões Sob a Montanha, mas não tem nenhum mago amigo que possa repassar o seu CV de ladrão iniciante para a comitiva de anões aventureiros mais próxima, então essa adaptação do Hobbit chegou em boa hora.

 

Custa US$ 25 na Amazon.

O jogo coloca o leitor na pele de um dos anões que acompanharam Bilbo Bolseiro Terra Média afora. Eles precisam ajudar o pacato hobbit a recuperar os tesouros pelo caminho, incluindo um determinado Anel do Poder forjado por Sauron nas chamas da Montanha da Perdição.

 

 

Anúncios

Walking Dead, o jogo

18 out

A segunda temporada de Walking Dead estreou há umas semaninhas atrás e, para marcar o retorno do apocalipse zumbi às telinhas do mundo inteiro,  a Criptozoic Entertainment transformou as agruras de sobreviver numa Atlanta infestada de mortos-vivos num jogo de tabuleiro.

A venda por US$ 40.

 

Season 2 of The Walking Dead has arrived, but instead of just watching you can get in on the action with these new board games. Both the comic book and television versions are currently on sale for 27% and 32% off respectively (with free shipping).

And get this—the TV version even lets you play as a zombie to take out other players on the board after you’ve died!

Santo xeque-mate, Batman

6 out

 

O achado foi dos bacanas lá do Melhores do Mundo, mas o Objeto N não poderia deixar uma nerdice de tal magnitude passar sem fazer a cantoria — em verso e prosa — apropriada.

 

Eis que a Eaglemoss — uma simpática empresa inglesa que fabrica colecionáveis — criou um jogo de xadrez que vai despertar o Garry Kasparov enrustido em todos os nerds deste planeta (e vários dos outros)!  O tabuleiro bolado pelos designers da companhia inglesa transcreve os combates épicos da Gotham City do Cavaleiro das Trevas para o mundo em preto e branco do jogo de estratégia definitivo — os mocinhos ficam com as peças brancas e os bandidos com as pretas. Estou certo de que Bruce Wayne em pessoa aprovaria a metáfora. Isso sem contar que a arte ficou TÃO maneira que nem dá para descrever… melhor mostrar:

Este slideshow necessita de JavaScript.

 

A lista completa é a seguinte.

Pelas peças brancas:
Batman – rei
Mulher Gato –  rainha
Asa Noturna – bispo
Robin – bispo
Red Robin – cavalo
Batmoça – cavalo
Caçadora – torre
Batwoman – torre
Comissário Gordon – peão
Canário Negro – peão
Katana – peão
Oráculo – peão
Bat-Mirin – peão
Questão – peão
Alfred – peão
Azrael – peão

Pelas peças pretas:
Coringa – rei
Arlequina – rainha
Ra’s Al Ghul – bispo
Charada – bispo
Pinguim – cavalo
Duas Caras – cavalo
Morcego Humano – torre
Crocodilo – torre
Capuz Vermelho –  peão
Máscara Negra – peão
Senhor Frio – peão
Silêncio – peão
Ventríloquo – peão
Espantalho – peão
Bane – peão
Hera Venenosa – peão

Não temos imagens de todas peças ainda, mas se a coisa continuar com uma qualidade mais ou menos parecida com a que temos aí em cima vai ser simplesmente excepcional. Os jogos ainda não estão a venda, mas vale a pena ficar de olho aqui.

Operando o R2

19 set

E já que estamos falando de nerdices ligadas ao universo Guerra nas Estrelas, que tal essa aqui?

Trata-se de uma variação do jogo infantil clássico Operação — onde você disputa com com seus amiguinhos para ver quem consegue remover mais objetos estranhos com nomes engraçadinhos do corpo de um paciente usando uma pinça e mão firme — no qual você pode operar o R2D2. As doenças (se é que o termo se aplica a droides) incluem hologramas da princesa Leia, sabres de luz e elmos do Darth Vader.

Para ter um desses em casa e entreter seus amigos com uma diversãozinha leve o distinto deve clicar aqui e dispor de US$ 30 de renda livre.

Klingon neH ghajwI’*

30 ago

Acho que os distintos estão perfeitamente familiarizados com o jogo de tabuleiro Monopólio (ou “Banco Imobiliário” dependendo da preferência) e também estão cansados de saber que vira e mexe a Hasbro lança alguma versão especial homenageando personagens ou franquias cara ao estilo de vida nerd. Não faz nem muito tempo que o ObjetoN publicou um post sobre a edição especial da Nintendo.

Pois bem, o pessoal da USAopoly que vive precisamente de inventar versões especiais para o jogo clássico resolveu voltar ao universo trekker — que eles já tinham explorado antes — e estão prestes a lançar uma versão limitada (leia-se: cara!) todinha dedicada aos klingons. Inimigos figadais da Frota Estrelar nos tempos de James T. Kirk esses aliens belicosos acabaram se convertendo em aliados já nos tempos de Jean-Luc Picard.

O jogo entra em pré-venda a partir do dia 01 de setembro e vai poder ser comprado aqui.

* Segundo o léxico do site A Klingon Word neH significa único e ghajwl’  é dono; neH ghajwl, portanto, seria uma versão bastante razoável da expressão “monopólio”. Tenham em mente, contudo, que não entendo bulhufas da gramática da língua inventada por Marc Okrand, o que significa que posso estar cometendo uma barbeiragem mais casca grossa do que os próprios nativos do planeta Qo’noS.

Valeu, Mário! Mas a princesa está em outra propriedade.

11 ago

A fabricante de brinquedos global Hasbro e a gigante japonesa dos videogames Nintendo juntaram os trapinhos para lançar uma versão customizada do jogo de tabuleiro clássico Monopólio — ou Banco Imobiliário dependendo de sua faixa etária e predileções filosóficas.

Aposto que o distinto até já consegue ver onde isso está indo. As peças e os novos das propriedades do jogo de tabuleiro foram substituídas por nomes que fazem referência aos jogos da Casa do Encanador Bigodudo. Dá para fazer coisas bacanas como comprar as princesas Peach ou Zelda, mas, tirando a parte estética da coisa, o resto permanece tudo como dantes no quartel de Abrantes.

 

 

O distinto consegue comprar o bichinho aí na Amazon por mais ou menos US$ 30.

Uma partidinha de Chaostle, alguém?!?

27 jul

Na esmagadora maioria dos casos, os jogos de RPG e suas variações têm um fundinho flower power que brota pelas entrelinhas: eles são jogos nos quais você e um grupo multiétnico e multicultural de amigos que formam uma estrutura colaborativa espontânea e não-hierárquica enfrenta os poderes que valem. O conceito é legal e tudo — e eu passei umas boas horas durante minha adolescência me divertindo assim — mas, às vezes, faltava uma pitadinha de competitividade que aparece em outros jogos.

Chaoscastle procura corrigir esse defeito.

Basicamente ele é mais uma encarnação de tabuleiro do sistema D&D só que cada jogador controla um grupo de aventureiros disposto a passar por cima de tudo — inclusive uns dos outros — para chegar no centro do calabouço e abiscoitar o tesouro.

A mecânica do jogo não foge muito do convencional. Você luta, ganha pontos e leva seus personagens para níveis mais altos para poder matar coisas mais perigosas e que rendem ainda mais pontos…

O jogo foi criado pela Chivalry Games que vende cada um por US$ 70.