Tag Archives: sites

MacReceitas

1 jun

MacRecipes pode até soar como um site que oferece a receita secreta do “molho especial” que acompanha os sandubas gordurosos daquela famosa rede de lanchonetes, mas uma coisa não tem nada a ver com a outra.

Na verdade, o site é um repositório de todas as coisas mirabolantes que o MacGyverbolou com tralhas convencionais para sair das várias enrascadas nas quais ele se meteu durante suas 7 temporadas. Então, se qualquer dia desses você estiver encurralado pelos caras maus e não tiver nada além de cinzas, álcool e alguns pés de bambu à mão você pode improvisar um pouco de gás lacrimogênio e se safar exatamente como nosso herói fez no segundo episódio de sua primeira temporada. Só não tem algo que dê jeito de apagar todas as provas fotográficas naquele corte de cabelo medonho que o cara usava nos anos 80.

Gameboy virtual

9 abr

Uns dias atrás publiquei um post sobre um site que emulava um montão de minigames e uns chegados mais saudosistas piraram na batatinha nostálgica.  Pois o Game Boy Online faz precisamente o que seu nome promete — permite jogar partidas do bom e velho portátil da Nintendo direto no browser sem baixar roms ou queimar pestana com emuladores.

O site alega ter mais de 800 títulos feitos para o Game Boy Original e o Game Boy Color incluindo os clássicos de sempre. Eu não fiquei fuçando, mas a seleção oferecida parece cobrir todos os principais hits da plataforma incluindo diversas versões de Zelda, Mário, Pokemon, Mega Man entre outras pérolas da era 8 bits.

 

Tá esperando o que? Vai lá e divirta-se!

Minigames

31 mar

Se o distinto tem uns aninhos a mais na carteira de identidade certamente vai lembrar que há muito tempo atrás, numa galáxia muito, muito distante — tipo lá pelo começo dos anos 90, saca? — um sistema de videogame portátil era coisa de sonhos. Os mais felizes tinham um Game Boy ou um Game Gear, mas, por causa do preço, eles eram a raridade, da raridade, da raridade…

A maioria dos humanos normais precisava se virar com um desses:

É um minigame. Esses aparelhinhos vinham com um — e um só — jogo que, normalmente, eram simples de doer. Nada de cores — esses verdes e marrons que vocês estão vendo são pintados na tela e não fazem parto do jogo em si — e umas musiquinhas que eram garantia de suicídio se ouvidas por mais de três dias seguidos. E, é evidente, amávamos essas coisas!

Pois uma companhia polonesa chamada Hipopotam Studio digitalizou uma porção deles e colocou online para que você possa matar as saudades e dar aos pimpolhos um pouco de perspectiva histórica.